Como Fazer Recadastramento Bolsa Família

Como Fazer Recadastramento Bolsa Família

Recadastramento Bolsa Família é uma ação necessária para que você e outras pessoas possam usufruir do benefício.

Advertisement

Definitivamente, quem deseja permanecer do benefício Bolsa Família, assim como em outros anos, neste também precisa atualizar seus dados.

Não se trata de algo complexo, incapaz de ser feito por você mesmo, no entanto, é fundamental que observe os passos de como fazer e principalmente prazos e documentos que deverão ser apresentados.

Por essas razões, criamos este artigo, com propósito de te orientar a realizar com êxito o recadastramento Bolsa Família.

Portanto, leia com atenção os seguintes tópicos:

Advertisement

O Programa Bolsa Família

Primeiramente, vamos revisar o que é o Programa Bolsa Família.

Conforme a Caixa Econômica Federal, atualmente no Brasil, um número superior a 13,8 milhões de integrantes de família são beneficiados pelo programa Bolsa Família.

A ideia central da Lei que o criou no ano de 2004 era e ainda é providenciar pelo Governo uma distribuição de renda específica.

Renda essa, que deverá ser usada para contornar e amenizar a pobreza, especialmente em casos de pessoas e família expostas e vulnerabilidade social.

Em suma, a Lei nº 10.836, no seu Artigo. 13, também estipulou que todos os investimentos e distribuição de renda do programa Bolsa Família, possa ser apreciado por todos os cidadãos.

Desde então, através da internet, podemos acessar o Portal da Transparência e acompanhar detalhadamente, ano a ano, para onde são destinados o valor do projeto.

Advertisement

Qual a  abrangência do Bolsa Família

Em síntese, o recadastramento Bolsa Família  é para que o dinheiro disponibilizado para pessoas contempladas com o programa, continue a ser usado para:

  • Garantir o mínimo de alimentação;
  • Viabilizar que crianças em condições menos favoráveis frequentem a escola;
  • Auxiliar na garantia de saúde da família com a compra de medicamentos necessários.

Além disso, é um instrumento para combater desigualdades mesmo que tênue, visando integrar família com menos recursos na sociedade na qual pertencem.

Veja você que, atualizar os dados anualmente é muito importante para que o auxílio continue acontecendo, portanto, falaremos sobre isso no próximo tópico.

Importância de fazer o recadastramento Bolsa Família

A atualização Bolsa Família, antes de tudo, serve para:

  • Manter no banco de dados informações sobre a família;
  • Reciclar informações, atualizando coisas como endereço, telefones, etc;
  • Promover a checagem das informações que solicitantes prestam em cada novo cadastramento;
  • Informar-se sobre quais dados não conferem com os cadastrados inicialmente no sistema;
  • Entre outras coisas.

Afinal, esse complemento da renda que exige o recadastramento anual, serve para o pareamento de informações.

Como a inscrição no Bolsa Família é muitas vezes feita em prefeituras ou em entidades como o CRAS – Centro de Referência de Assistência Social, é normal que o Governo deseje se certificar sobre se há mudanças na formação da família beneficiária ou não.

Ainda sobre o cadastro original que agora deverá ser providenciado o recadastramento Bolsa Família, lembramos que é pelo CadÚnico.

Afinal é nesse sistema de unificação, criado pelo Ministério da Cidadania e administrado pelas prefeituras que todas as famílias – as quais provarem viverem em estado vulnerável – poderão reivindicar esse e outros benefícios.

Assim sendo, vejamos agora quais são esses requisitos norteadores para definir famílias beneficiadas.

Regras para o Bolsa Família

Saiba que todas as pessoas que pertencem ao núcleo familiar (dentro do conceito constitucional de família) deverão ser devidamente informadas durante o primeiro cadastro no Bolsa Família.

Logo, para que a família possa entrar no programa, a primeira condição é a renda mensal por pessoa. Pela regra essa não pode ultrapassar R$89,00 por mês.

A segunda condição para o recadastramento Bolsa Família é a mesma do cadastro inicial, ou seja, mesmo que famílias apresentem uma renda que esteja entre 89,01 até 178,00 podem integrar o programa.

Isso é válido entretanto, quando existir na família, crianças e/ou adolescentes até 17 anos de idade.

Mas atenção: Não há restrição quanto ao número de pessoas que esteja essa faixa de idade.

Afinal, estando a família em uma condição pouco favorável para comprar alimentos e remédios, mesmo com um filho somente, já terá direito ao abono.

Como dissemos desde o início, alguns documentos deverão ser apresentados para buscar esse auxílio, portanto, veja isso a seguir.

Documentos para validar o cadastro no Bolsa Família

Antes de se dirigir a um dos locais citados acima (Prefeitura e CRAS) para fazer cadastramento CadÚnico e Bolsa Família, deverá  separar seus documentos pessoais e de todos os integrantes da família.

Lembre-se de que documentos pessoais são o CPF, Carteira de Identidade e também a carteira de trabalho. No entanto, para os integrantes que ainda não tem o RG, o registro da certidão de nascimento servirá.

Além desses documentos, para o recadastramento Bolsa Família, separe também uma conta de luz ou água atualizada para provar o endereço.

Dirija-se então ao local onde poderá fazer o Cadastro Único com todos os documentos originais e lá converse com um assistente social.

Esse profissional irá analisar os documentos e poderá solicitar outros, caso veja que isso é necessário.

Após algum tempo você será avisado se foi contemplado ou não pelo benefício, e no caso do resultado positivo, será informado como proceder para receber o auxílio Bolsa Família.

Lembre-se que jamais poderá emitir dados aqui, pois quando precisar realizar o recadastramento Bolsa Família as informações serão confrontadas e caso haja desencontros poderá perder o benefício.

Conclusão

Vimos aqui que o recadastramento Bolsa Família garante a muitas famílias com renda baixa uma ajuda importante para as despesas do dia a dia.

O Governo Federal solicita que a atualização dos dados seja anual para que a Caixa Econômica Federal possa continuar cumprindo o calendário de pagamento do Bolsa Família.

Portanto, agilize o recadastramento conforme será lhe informado no mesmo momento do saque do benefício ou ligue gratuitamente para  0800 726 0207.

Por fim, se gostou deste texto e se ele lhe ajudou de alguma forma VOTE  e depois COMPARTILHE!

Advertisement

Veja também...

Este site usa cookies Ok Mais detalhes

Termos & Política de Privacidade
error: Conteúdo protegido!!